Banho: Tudo o que precisa saber

Reading Time: 3 min
Banhos dos cães

Posso dar banho ao meu cão?

Dar banho ao cão deve ser visto como uma necessidade e não deve fazer parte da rotina do animal. Dar banho várias vezes pode causar sérios problemas dermatológicos, uma vez que o excesso de água danifica a camada lipídica, uma camada com uma função protetora que protege a pele do exterior e da desidratação. Por outro lado, com peso e medida, o banho pode ajudar o cão no combate de doenças dermatológicas.

A frequência dos banhos varia de acordo com o estilo de vida e a época do ano, uma vez que no verão existe uma maior tendência para o banho, sendo até aconselhável.

Posso dar banho ao meu cão depois das vacinas?

Tanto os cães adultos como os cães bebés só podem tomar banho 15 dias depois de lhes ter sido administrada a vacina, para evitar que apanhe uma constipação e o sistema imunitário fique ocupado a lidar com a constipação, em vez de com a vacina.

Periodicidade dos banhos

Cães de pelo longo: 1 vez por mês
Cães de pelo médio: Uma vez em cada 4 ou 6 semanas
Cães de pelo curto: Uma vez em cada 6 ou 8 semanas

Considerações a ter na hora do banho:

-Escovagem: Escolha uma escova ideal para o tipo de pelo do seu cão. Retire o excesso de pelos, poeiras ou outras sujidades. Pode escovar o cão antes do banho para retirar o pelo solto e durante o banho.

-Champô: O tipo de champô a utilizar varia de acordo com o tipo de pelo e é um elemento importante a considerar porque existem pelos diferentes, com necessidades de hidratação diferentes. Não utilize champôs de pessoas, uma vez que contêm substâncias intoleráveis pela pele.

Nota: Retire totalmente o champô para não provocar comichão ou secura da pele.

-Temperatura da água: Evite temperaturas muito elevadas e muito baixas. Use água morna, mas nunca esquecendo a estação do ano.

-Segurança: Os cães costumam escorregar na banheira, pelo que deve garantir que está devidamente seguro. Opte por colocar toalhas no chão da banheira, não só para dar segurança ao cão, mas também para fazer com ele se sinta confortável.

-Secagem: Utilize toalhas nos meses mais quentes do ano para absorver o excesso de água e um secador nos meses mais frios para secar totalmente o patudo. Cuidado na hora utilizar o secador para não queimar a pele! Afaste o secador ligeiramente e mantenha alguma distância de segurança.

-Orelhas: As orelhas devem ser protegidas na hora do banho, uma vez que a entrada de água pode causar otites no animal. Na hora do banho, tenha especial cuidado com o canal auditivo e limpe o interior com um produto adequado. Não utilize cotonetes, algodão, nem água ou champô diretamente.

Dê tempo ao seu cão para que se habitue ao banho. Alguns cães ficam tensos e com medo, por isso acalme o seu patudo e leve o tempo necessário para concluir a tarefa com sucesso. Evite tons de voz negativos para não assustar o animal e vá molhando-o com calma e alguns carinhos à mistura.

O famoso banho seco

O champô seco é, como o próprio nome indica, um champô que não precisa de água. É ideal para higienizar o cão nas épocas com temperaturas mais baixas e para uma ação rápida na higiene do animal.

Os champôs secos limpam e hidratam a pelagem, combatendo a sujidade e odores que teimam em não sair. É claro que se o cão andar na lama, dificilmente o champô seco terá sucesso. Nestes casos, o melhor a fazer será usar água, mas para casos pontuais que se trate apenas de um cheiro do pelo mais forte ou que o pelo esteja a precisar de um brilho extra, usar champô seco é totalmente eficiente.

Esta é também uma opção válida para os cães doentes ou que estão a passar por um período pós-operatório.

Vantagens do champô seco:

-Ótimo no inverno para o cão não apanhar frio.
-É seguro e eficiente.
-Pode ser usado em cães de qualquer idade.
-É um processo prático e rápido.
-Neutraliza odores e perfuma sem agredir poros e pelos.
-Mantém o cão higienizado.

Banho com champô seco

Da mesma forma que os banhos com água, os banhos com champô seco devem ser antecedidos com boa uma escovagem para retirar o pelo morto e possíveis nós.

O champô seco deve ser aplicado pelo corpo, com exceção da cabeça. Aconselhamos a consultar as instruções do produto para aplicar o champô corretamente. O banho deve terminar com outra escovagem para retirar resíduos do champô e até novos nós que possam ter sido criados.

Em qualquer das opções de banho, tranquilize o seu cão e vá dando miminhos para que relaxe e fique confortável. Apesar de alguns cães demonstrarem medo no início, esta é uma tarefa a que eles facilmente se habituam, sendo uma questão de tempo até ficarem totalmente familiarizados.